May 21, 2015

Expectativas, frustrações e recomeços

Analisando alguns acontecimentos, percebi o quanto é importante levar um tombo. Mas não como um tombo daqueles quando aprendemos a pedalar, e sim aquele tombo capaz de despedaçar toda e qualquer expectativa que tenhamos diante da vida. Sim, expectativas. Todos, em algum momento, as tiveram (ou as terão). Expectativas sobre os sonhos, os maiores desejos, o trabalho perfeito, a casa própria, os amores (quase) impossíveis...

Os mais ansiosos as alimentam demais, os mais realistas as alimentam de menos, mas, no final, a verdade é que se, por qualquer motivo, as expectativas são frustradas, não tem um que não se decepcione e se entristeça um pouco. É normal. Nas frustrações aprendemos sobre a força de recomeçar e tentar de novo, mais conscientes e mais experientes. Aquele que após se frustrar não se esforçou pra recomeçar, não sabe a força que tem. É como o velho ditado clichê: "mar calmo nunca fez bom marinheiro".

                    

No comments:

Post a Comment

Compartilhe sua ideia: